Grupos Temáticos

Diretoria Científica da Alcar e coordenadora científica nacional do evento: Dra. Valci Regina Mousquer Zuculoto (ALCAR/UFSC)

E-mail da coordenação científica nacional: [email protected]

Coordenação científica local: Dr. Michele Pucarelli (UFF)

Coordenador do Prêmio José Marques de Melo (exclusivo para estudantes de graduação): Doutorando Vinícius Ferreira (UFRJ)

Assistentes científicos: Dra. Talita Magnolo (UFJF) e Dr. Luciano Klöckner (Girafa/UFSC)

História do Jornalismo

Coordenadores: Izamara Bastos Machado (Fundação Oswaldo Cruz) e Wilson Couto Borges (Fundação Oswaldo Cruz).

A multiplicidade das experiências jornalísticas no Brasil. Processo de institucionalização do jornalismo como profissão. A relação do jornalismo com a sociedade como fenômeno cultural e político. A contribuição do jornalismo para a história do Brasil. Conformações jornalísticas em relação ao sistema de comunicação em diferentes momentos históricos. A produção jornalística em múltiplas mídias: impressa, radiofônica, televisiva, online. História do texto, das práticas e dos modos de consumo jornalísticos. Contribuição de jornais e de jornalistas como atores da história. Questões teóricas e empíricas acerca de coberturas e narrativas jornalísticas numa perspectiva histórica. Estudos de caso referentes a espaços sociais e veículos determinados. Os produtos jornalísticos como fontes historiográficas. O jornalismo e a construção de uma imaginação histórica. Os vínculos entre jornalismo, tempo e memória.

Email: [email protected]

História da Mídia Alternativa

Coordenadores: Célia Regina Trindade Chagas Amorim (UFPA) e Rozinaldo Miani (UEL)

A presença de veículos alternativos (impressos, sonoros, audiovisuais e on-line) na história da comunicação, compreendendo os seguintes enfoques: mídia alternativa em tempos de repressão; mídia nos movimentos de resistência; comunicação nas organizações populares; mídia e minorias representativas; demais formatos e alternativas de produção popular/comunitária/independente. As pesquisas envolvem a memória dos meios alternativos, sua participação em determinado período histórico, características da mídia alternativa e abordagens teórico-conceituais sobre o tema.

Email: [email protected]

História das Mídias Audiovisuais

Coordenadores: Guilherme Moreira Fernandes (UFRB) e Patrícia D’Abreu (UFES)

O objetivo do GT é discutir temáticas ligadas à história e à memória do cinema, da televisão, do vídeo e de outras formas de comunicação audiovisual. São de interesse do grupo questões econômicas, sociais, políticas, tecnológicas, técnicas, estéticas e profissionais; linguagens, discursos, narrativas, gêneros e formatos; formas de produção, circulação, recepção e consumo. São também bem vindos trabalhos que se proponham a debater aspectos teóricos e metodológicos da pesquisa sobre audiovisual.

Email: [email protected]

História da Mídia Digital

Coordenadores: Marco Aurélio Reis (Unesa/PPGCom UFJF) e Carlos Pernisa Júnior (UFJF)

O objetivo do GT é refletir sobre o papel das mídias digitais na construção da memória histórica e social, incluindo a história do tempo presente. Tais reflexões podem centrar-se, entre outras possibilidades, na investigação das mídias digitais em termos de suas interfaces, discursos, imaginários, materialidades e suportes. Exemplos de temáticas pertinentes incluem estudos sobre a história e desenvolvimento das mídias digitais; jornalismo digital em suas interfaces com as redes sociais digitais como locus de memória social e de representações; estudos sobre games e memória social; performances e práticas de consumo nas redes sociais digitais; práticas de consumo e formas de apropriação de mídias digitais como dispositivos móveis (telefones celulares, tablets e smartphones); movimentos em rede, memória e cidadania; análise de discurso nas redes sociais; estudos de corte histórico sobre a construção da memória nas redes sociais; bem como trabalhos sobre arte na web e publicidade em ambientes digitais.

Email: [email protected]

História da Mídia Impressa

Coordenadoras: Ranielle Leal (UFPI) e Roseane Arcanjo Pinheiro (UFMA-Imperatriz)

Aborda a história da imprensa (jornais, revistas, livros, volantes, cadernos) como mídia (massiva, erudita ou popular), valorizando sua relevância como o mais antigo suporte industrial da informação no Brasil; sua contribuição para o desenvolvimento do jornalismo em cidades de pequenos a grandes portes; o impacto das tecnologias sobre a mídia impressa ao longo dos séculos; as mudanças na forma de produção da notícia impressa; o desenvolvimento da profissão Jornalismo; o estudo dos jornalistas e de suas influências na linha editorial dos impressos; a importância dos atores que participam da produção histórica dos impressos, (gráficos, fotógrafos, compositores, jornaleiros, colaboradores), entre outras abordagens latentes no estudo da história da imprensa.

Email: [email protected]

História da Mídia Sonora

Coordenadores: Juliana Gobbi Betti (UFSC) e Karina Woehl de Farias (Satc/SC)  

O grupo abrange trabalhos de pesquisas históricas sobre o rádio ou outros suportes que trazem a linguagem do áudio. Estuda-se a especificidade da linguagem, dos formatos, dos gêneros, da tecnologia, dos efeitos na recepção e busca-se resgatar personagens, programas, sonoridades ou a cobertura de episódios que marcaram a vida da sociedade brasileira, valorizando a diversidade regional.

Email: [email protected]

História da Mídia Visual

Coordenador: Itamar de Morais Nobre (UFRN)

O GT Mídias Visuais tem como questão central a relação entre visualidade e mediação. Busca pensar processo de comunicação visual não somente pelo discurso que engendra, mas pelo conjunto de práticas e dos meios que definem o processo de comunicação visual, que inclui as imagens fixas – analógicas e digitais – os vídeos e a linguagem videográfica, além das apropriações intertextuais e os hibridismos entre as linguagens.

Email: [email protected]

História da Publicidade e das Relações Públicas

Coordenadores: Flavi Ferreira Lisboa Filho (UFSM) e Monica Franchi Carniello (Unitau)

Estuda a história e os processos de comunicação e de relacionamento, internos e mercadológicos, estabelecidos entre as instituições, públicas, privadas e não governamentais, e seus diferentes públicos. Contempla aspectos teóricos, técnicos e práticos da publicidade e propaganda e da comunicação institucional, inclusive os ligados ao ensino e à pesquisa, bem como as suas interfaces com as mais variadas ciências. Trata das questões epistemológicas, culturais, ideológicas, éticas, estratégicas e de gestão do campo, bem como das múltiplas linguagens, estéticas, mídias, profissões e da organização do trabalho.

Email: [email protected]

Historiografia da Mídia

Coordenadoras: Ingrid Hötte Ambrogi (Universidade Presbiteriana Mackenzie) e Gláucia Eneida Davino (Universidade Presbiteriana Mackenzie)

O objetivo deste GT é discutir temáticas que problematizem a produção do conhecimento contemporâneo na interseção entre mídia e história. Dois aspectos fundamentais: a escrita histórica contemporânea em sua relação com a escrita midiática e a produção de história, memória e esquecimento a partir dos meios de comunicação. Investiga-se também a produção do acontecimento histórico/memorável na relação mídia e história; temporalidade e meios de comunicação; hermenêutica histórica e mídia; memória e meios de comunicação, narrativa da história e narrativa da mídia, a história como produto midiático; escrita midiática como escrita da história; o passado como objeto dos meios de comunicação.

Email: [email protected]